IMPRENSA

Atendimento:
(11) 4898-8608
comunicacao@promax.bardahl.com.br

Stock Car: Rafa Matos larga em 11º e prevê muita competitividade neste domingo em Brasília

26 de Abril de 2014

Com 2.919 metros, o anel externo de Brasília (DF) é um dos circuitos onde a disputa é ainda mais acirrada na temporada da Stock Car. E, neste sábado (dia 26), durante o treino que definiu o grid de largada da terceira etapa do ano não foi diferente. Na briga por milésimos de segundo, o jovem Felipe Fraga garantiu a pole position para a corrida 1 e vai dividir a primeira fila com Júlio Campos.
Na equipe Hot Car Competições (Bardahl), o mineiro Rafa Matos - que foi o mais veloz nos treinos de sexta-feira (25) - ficou de fora do Q2 por apenas 0.031. Rubens Barrichello tirou o piloto da briga pela pole entre os 10 primeiros em sua última volta. Mas o 11º lugar no grid é visto com confiança pelo ex-piloto da Fórmula Indy, que estreou na Stock justamente em Brasília, correndo como convidado em 2012.
No outro carro da equipe Hot Car, Felipe Lapenna enfrentou problemas no painel do carro e vai partir da 24ª posição. O piloto paulista vai em busca de uma prova de recuperação na corrida 1, que terá sua largada às 12h30, com a disputa de 40 minutos e mais uma volta. 
A segunda prova (com o grid de largada definido pela posição de chegada na bateria inicial, mas com os dez primeiros em colocações invertidas) acontecerá às 13h45 (20 minutos de disputas e mais uma volta). Os líderes do campeonato Valdeno Brito e Sérgio Jimenez não foram bem neste sábado e largarão em 15º e 21º, respectivamente. As duas corridas serão exibidas ao vivo no SporTV.
Décimo primeiro colocado também no campeonato, Rafa prevê duas etapas bastante disputadas. Os 33 pilotos do grid terão 18 acionamentos do push-to-pass para usarem nas duas corridas.
"Foi uma diferença tão insignificante, que eu posso considerar que eu consegui entrar no Q2, mas infelizmente não é verdade. Mas houve uma grande evolução de Santa Cruz pra cá em situação de classificação. E, com certeza, o nosso carro está competitivo pra corrida também. Estou um pouco frustrado por não ter entrado no Q2, mas bem confiante para as corridas", declarou o mineiro, que pilota o carro #2.
"Brasília é uma pista que tem a tendência de não ter acidentes na largada, então a preocupação com isso é menor. Agora vai depender muito da estratégia dos pilotos na utilização dos 18 push-to-pass para as duas corridas, o que é muito. Vai ser muito competitivo, com muitas ultrapassagens e caberá ao piloto ser mais agressivo na primeira ou na segunda prova", completou o piloto de Belo Horizonte.
Já Lapenna vai em busca de uma prova de recuperação, para tentar repetir o Top-10 da corrida 1 em Santa Cruz, há duas semanas, onde também largou atrás e veio recuperando posições. "Na classificação, o painel do meu carro apagou e não conseguia ver o giro do motor. Eu tinha de esperar, tentava trocar de marcha no ouvido, mas às vezes dava limitador e às vezes eu trocava antes. Numa pista desta de alta, você acaba perdendo um pouco de tempo e também não consegui acertar uma volta ideal. Acho que daria para melhorar ao menos dois décimos de segundo. Foi uma pena, mas vamos pra corrida tentar chegar entre os dez de novo", avaliou o paulista do Stock #110.
"Aqui, na primeira curva, é mais difícil acontecer acidentes, então ganhar 12 posições - como aconteceu na largada em Santa Cruz - vai ser complicado. Mas vou tentar de tudo para chegar o mais na frente possível e marcar pontos nas duas corridas", finalizou o paulista, que está em 15º no campeonato.
Veja como serão as duas corridas deste domingo Em vez de uma corrida, o domingo terá duas corridas da Stock Car. A primeira, é mais longa e vale mais pontos. São 40 minutos e mais uma volta. Os 20 primeiros pontuam, sendo 24 pontos para o vencedor, 20 para o segundo, 18 para o terceiro, 17 para o quarto, assim sucessivamente, até o 20º, que marcará um ponto. Há um pit stop obrigatório para a troca de pelo menos um pneu, em janela determinada pela direção de prova. O abastecimento é opcional, e depende da estratégia de cada equipe. 
Já a segunda corrida, acontecerá apenas 35 minutos depois do final da primeira. A ordem de largada será definida pelo resultado da corrida 1, e os dez primeiros colocados terão suas posições invertidas no grid. A disputa terá duração de 20 minutos e mais uma volta. Os 14 primeiros marcam pontos, distribuídos da seguinte forma: 15 para o primeiro, 13 para o segundo, 12 para o terceiro, e assim sucessivamente, até o 14º.

Na temporada 2014 da Stock Car, a equipe Hot Car Competições tem o patrocínio da Bardahl e apoio das empresas Contuflex, Ativas, Symantec, Kaiobá e Belvitur.

Informações sobre a equipe Hot Car e patrocinadores, acesse:
www.hotcarcompeticoes.com.br
www.facebook.com/hotcarcompeticoes
www.twitter.com/hot_car
www.facebook.com/BardahlBr

Fonte: FGom

OUTROS RELEASES

Powered by Focusnetworks