IMPRENSA

Atendimento:
(11) 4898-8608
comunicacao@promax.bardahl.com.br

Stock Car: Equipamento falha no pit stop e prejudica Rafa Matos na Corrida do Milhão

15 de Dezembro de 2013

Como na final de 2012, a Corrida do Milhão, neste domingo (15), no autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, São Paulo, foi novamente cheia de emoções. Com quatro pilotos na briga pelo título, o paulista Ricardo Maurício levou a melhor e faturou seu bicampeonato na Stock Car, somando 218 pontos. O paranaense Ricardo Zonta conquistou o prêmio milionário, ao cruzar a linha de chegada em primeiro, com Maurício logo atrás e Cacá Bueno, em terceiro.

Com Daniel Serra, outro postulante ao título, de fora da disputa logo no começo, com um problema no carro, o título parecia ir para as mãos de Thiago Camilo. O piloto era o líder nas voltas finais, mas perdeu posições numa briga com Maurício e terminou em sexto, ficando com o vice-campeonato (215 pontos).

Na equipe Hot Car Competições (Bardahl), Rafa Matos tinha tudo para terminar entre os Top-10, mas um problema no pit stop deixou o piloto na 18ª posição. Na parada obrigatória para reabastecimento e troca de pneus, o macaco pneumático travou e o carro demorou para ser levantado. O companheiro Wellington Justino teve menos sorte ainda. Um toque na largada quebrou a manga do eixo da suspensão traseira e o piloto ficou de fora ainda nas primeiras voltas.

"Foi uma pena. Todos na equipe queríamos fechar o ano com chave de ouro, mas não deu. O carro tinha uma performance muito boa no começo e eu andava no mesmo ritmo dos líderes. Estava fazendo uma corrida de recuperação, ganhei algumas posições, cheguei a andar em nono, economizando o máximo de push (acionamento do botão de ultrapassagem) para o final da corrida e também conservando os pneus, porque o desgaste estava excessivo hoje", comentou o mineiro Rafa Matos, que encerrou sua temporada de estreia em 14º, com 84 pontos. Foram cinco Top-10 e o piloto só não marcou pontos em duas provas. O melhor resultado foi o sexto lugar nas ruas de Ribeirão Preto, em São Paulo.

"Infelizmente, houve esse problema no macaco pneumático do carro, o que nunca aconteceu aqui na Hot Car. Fiquei muito chateado, mas faz parte de corrida. A gente tem que levantar a cabeça, pois fizemos um belo campeonato e a equipe está de parabéns, pois não tive nenhum problema mecânico o ano inteiro. Realmente é o momento de parar e refletir no que temos de trabalhar para o próximo ano, porque no ano que vem acho que teremos coisas maiores e melhores", completou o piloto do Stock #2.

Justino também lamentou ter ficado de fora logo no começo. "Na largada, sempre tem muito toque e quebrou a manga de eixo, provavelmente após uma batida na minha roda traseira direita. Foi uma pena, porque eu larguei bem, já estava em 23º. Mas foi um ano de aprendizado e agora é pensar no ano que vem e o que fazer para melhorar", finalizou o piloto do carro #26.

O chefe da equipe, Amadeu Rodrigues, também fez sua análise da prova. "Não conseguimos ir tão bem no classificatório, mas sabíamos que tínhamos um bom carro para a prova. E, realmente, vinha dando tudo certo. No pit stop do Rafa, a ferramenta que levanta o carro travou e a gente perdeu nossas chances ali. Foi uma judiação, mas deu para ver que estávamos competitivos e vamos tentar brigar por melhores resultados no ano que vem. Já no caso do Wellington, a manga quebrou e ele não teve condições de continuar na corrida", encerrou o comandante do time.

A temporada 2014 da Stock Car terá início no dia 23 de março, também em Interlagos.

Run Stock Car

Na corrida de rua a pé, disputada no sábado (14), em Interlagos, a equipe Hot Car / Bardahl fez bonito com as atletas Michelly Gasparette Britto, Rachel Scalzo Silva, Simone de Lauro Voltolino e Clarissa Pereira.

Simone, que é sobrinha do chefe de equipe Amadeu Rodrigues, terminou em 13º no feminino entre as 68 atletas que completaram a prova de 8 km. Rachel ficou em 47º e Clarissa terminou em 55º. Na prova de 4 km, Michelly ficou em 54º entre as 110 participantes.

"A prova foi sensacional! Mas bem puxada. As subidas não foram nada fáceis, mas adorei o desafio. Terminei super bem. Inteira e feliz por fazer um bom tempo para este tipo de pista e por estar totalmente recuperada de uma lesão", declarou Simone, que nunca havia corrido num autódromo, e completou a prova em 45min40.

Veja o resultado completo: http://www.minhasinscricoes.com.br/runstockcarsaopaulo/2013/

 

Fonte: FGCom

OUTROS RELEASES

Powered by Focusnetworks